Home / Educação / Saiba o papel do Detran.SP no Estado

Saiba o papel do Detran.SP no Estado

Departamento não registra infração por estacionamento irregular ou excesso de velocidade; cidadão deve ficar atento para não recorrer de multas ao órgão errado

Presente em todo o Estado, O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) tem as tarefas de planejar, coordenar, executar e controlar as ações relacionadas à habilitação de condutores, documentação e serviços relacionados a veículos, além de promover a educação para o trânsito.

Porém, outros assuntos referentes ao trânsito, principalmente aqueles ligados à aplicação de multas e à organização do tráfego nas cidades, são relacionados ao Detran.SP de forma equivocada, o que pode acabar prejudicando os cidadãos, que muitas vezes enviam recursos de multa, pleiteiam melhorias, enviam sugestões, reclamações e até denúncias ao órgão errado.

Fiscalizar estacionamento irregular e abandono de veículo em via pública, avanço de sinal vermelho, circulação de outros veículos em corredores exclusivos de ônibus e bicicletas, e desrespeito ao rodízio (no caso da Capital), por exemplo, é sempre competência das prefeituras, por meio dos órgãos de trânsito municipais.

O Detran.SP, por exemplo, não opera radares que fiscalizam a velocidade dos veículos. Os equipamentos são de responsabilidade das prefeituras e dos órgãos rodoviários – nas estradas estaduais, o Departamento de Estradas e Rodagem (DER), e no caso das federais, a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

As multas aplicadas pelo Detran.SP, por meio da Polícia Militar, quase sempre dependem de abordagem do motorista e têm caráter administrativo. Compete ao Detran.SP fiscalizar, por exemplo, a validade de documentos de porte obrigatório (licenciamento anual do veículo e Carteira Nacional de Habilitação), condições do veículo, embriaguez ao volante e participação em rachas, entre outros.

RESPONSABILIDADE MUNICIPAL – Para comodidade dos cidadãos, alguns postos do Detran.SP cedem espaço para que as prefeituras ofereçam o serviço de recebimento de recursos de multas aplicadas pelos municípios.

Em três postos da Capital (Armênia, Aricanduva e Guarapiranga), por exemplo, a prefeitura recebe os recursos de multas aplicadas pelo Departamento de Operação do Sistema Viário (DSV) e libera veículos levados aos seus pátios pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-SP).

Outras tarefas de responsabilidade dos municípios em todo o Estado são a organização (sinalização, sentido e velocidade máxima nas vias, definição de áreas de estacionamento e de travessia de pedestres, etc.) e o monitoramento do tráfego, com possíveis alterações de rota e interdições.

IPVA E DPVAT – O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e o seguro obrigatório DPVAT, tributos pagos anualmente pelos proprietários de veículos, também não são de responsabilidade do Detran.SP.

O IPVA é gerenciado pela Secretaria de Estado da Fazenda e todas as informações podem ser obtidas em www.ipva.fazenda.sp.gov.br ou pelo telefone 0800-170110.

Quem responde pelo seguro obrigatório, que indeniza vítimas de acidentes de trânsito, é a Seguradora Líder DPVAT (www.dpvatsegurodotransito.com.br), concessionária do serviço pelo governo federal.

O pagamento dos dois tributos, além de possíveis multas, é indispensável para o licenciamento anual do veículo, esse sim realizado diretamente pelo Detran.SP.

Sobre rodrigo

Leia também

Fundo Estrela Guia aceita doações para Bazar da Solidariedade

Fundo Estrela Guia aceita doações para Bazar da Solidariedade

Evento já tradicional do Fundo Social de Solidariedade Estrela Guia e da Secretaria de Assistência …