Home / Barueri / Encontro sobre Direitos das gestantes marca 1ª ação do programa “Mãe, a grande viagem”

Encontro sobre Direitos das gestantes marca 1ª ação do programa “Mãe, a grande viagem”

A Prefeitura de Barueri, por meio da Secretaria da Mulher, promoveu nesta quarta-feira (dia 21) o primeiro encontro do programa “Mãe, a grande viagem”, com uma roda de conversa sobre Direitos da Gestante.

O programa tem o objetivo de ser mais uma rede de apoio para gestantes e mães viverem uma jornada mais segura e leve. Isso ocorre por meio de encontros que abordam diversos temas sobre o universo da maternidade.

Direitos

Dúvidas sobre direitos trabalhistas a respeito de licença-maternidade, direito ao aleitamento materno e estabilidade no emprego e outras orientações foram explicitadas pela advogada Alais Barrichello durante a roda de conversa.

“A lei proíbe que as empresas contratantes exijam qualquer tipo de exame para atestar a gravidez. Isso é crime! E as empresas que demitirem gestantes devem reintegrá-las ou indenizá-las”, explicou Alais.

Já informações sobre os direitos sociais, tais como acesso à saúde integral para a mamãe e o bebê, atendimento prioritário, assim como assentos em transporte público, dentre outros, foram dadas pela assistente social Rosângela Duarte.

“As mães adotivas também têm o direito à licença-maternidade de 120 dias. Assim como os pais homoafetivos, de forma unilateral, também têm esse direito garantido por lei”, lembra a assistente social.

Tudo novo de novo

Entre as futuras mamães que participaram da roda de conversa, a ajudante de serviços gerais, Lucina Da Hora dos Santos, ficou gestante aos 48 anos de idade. Ela já era mãe de dois filhos adultos, um de 28 e outro de 23 anos.

“Fiquei semanas sem menstruar e achei que estava na menopausa e descobri que estou grávida. Foi um choque, a minha mente ainda não está preparada. Esses encontros serão importantes porque eu preciso reaprender. Sou da época que a fralda era de pano”, disse.

Pais presentes

O programa prevê a presença dos companheiros das gestantes, ressaltando a importância da presença paterna durante o período gestacional

“Terão dias que ela vai chorar e talvez não me queira por perto, mas preciso entender e estar sempre ao lado dela”, conta o conferente Felipe Luquezi, futuro pai. “Como tive um aborto, sofri muito. Hoje busco informações para ter ânimo e apoio emocional”, disse Caroline Cristina de Almeida Luquezi, esposa de Felipe, que está gestante de 13 semanas.

Sobre Redação

Leia também

Segunda semana do Arraiá começa com Léo Santana na quinta, 20

Abrindo a segunda semana de shows do Arraiá de Barueri, a Prefeitura, por meio da …