Home / Barueri / Guarda Civil de Barueri completa 29 anos de serviços em prol da segurança do cidadão

Guarda Civil de Barueri completa 29 anos de serviços em prol da segurança do cidadão

 

Importante órgão auxiliar da segurança do cidadão, a Guarda Civil Municipal de Barueri (GCM) está completando mais um aniversário. Criada oficialmente pela Lei Complementar 20, de 1994, começou a atuar em 6 de setembro com um efetivo de 160 homens e 18 viaturas. O órgão é ligado à Secretaria de Segurança Urbana e Defesa Social (SSUDS). 

“A Guarda Civil de Barueri é uma garantidora de direitos do cidadão, afinal, a segurança pública começa no município”, afirma Marcus Aparecido Guedes Ramos, o comandante. “Hoje temos 504 guardas e mais de 100 viaturas entre veículos leves, táticos e motocicletas”, complementa ele. 

Um grande fator de auxílio no combate à criminalidade é o CIM (Centro Integrado de Monitoramento), implantado com a tecnologia do CIT (Centro de Inovação e Tecnologia de Barueri). O CIM possui 520 câmeras espalhadas pelo município. A partir da constatação de qualquer delito, as equipes se deslocam rapidamente para atender a ocorrência. 

“O resultado é que estamos diminuindo cada vez mais o número de crimes mais comuns (furtos e roubos de veículos, tráfico de drogas etc.) e pretendemos reduzir 10% até o final do ano”, orgulha-se Guedes. 

A Guarda Civil de Barueri é uma instituição muito respeitada, não só pela estrutura (uma sede, quatro bases de segurança e dois postos comunitários) mas também pelos serviços prestados tanto nas rondas pelas ruas como também nos eventos cívicos, esportivos e culturais. Os serviços prestados pela Romu, Rotam, GTM e Batalhão Maria da Penha (dedicado exclusivamente às mulheres vítimas de violência doméstica e urbana) volta e meia ganham destaque na mídia. 

Várias delegações de municípios do Brasil e até do exterior (Peru, México e China) visitam a sede da GCM para tentar implantar um modelo semelhante de segurança em seus domicílios. “O município de Rio Verde (MT) virá receber um treinamento para adotar um projeto de segurança escolar de 8 a 10 de novembro”, antecipa Guedes. 

Mudanças à vista 

Muitos juízes ainda desqualificam o trabalho de prisão de delinquentes, apreensão de substâncias ilícitas e vários outros delitos porque as Guardas Municipais não estão incluídas no art. 144 da Constituição que estipula quais são os órgãos que fazem a segurança pública. 

Uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) com todo o apoio do Ministério da Justiça e Segurança Pública será encaminhada ao Congresso Nacional para a inclusão. Barueri foi protagonista desse processo por sediar o VIII Congresso Brasileiro de Guardas Municipais com representantes de corporações de todo o território nacional em julho deste ano.  “Nosso trabalho será legitimado”, prevê o comandante Guedes. “Isso é bom para a corporação e também para a população de Barueri”, arremata.  

“Esta data é muito importante e significativa, sobretudo no momento em que as Guardas estão recebendo reconhecimento como órgão do Sistema de Segurança Pública. Algo que os cidadãos de Barueri já sabem, porque a Guarda de Barueri é presente, eficiente e à altura de um dos mais importantes municípios de nosso Estado e do nosso país”, afirma José Roberto Rodrigues de Oliveira, secretário adjunto da SSUDS. 

Sobre Redação

Leia também

Secretaria de Esportes de Barueri trabalha em prol da inclusão e do acolhimento

Com o aumento significativo do número de alunos com deficiência, autismo ou algum outro tipo …