Home / Barueri / Matemática sem medo: St Nicholas School utiliza método diferenciado de ensino da matéria e resultados aparecem em Olimpíadas anuais

Matemática sem medo: St Nicholas School utiliza método diferenciado de ensino da matéria e resultados aparecem em Olimpíadas anuais

Trazer o ensino da matemática de forma mais concreta e que vai além do abstrato para os alunos da St Nicholas, é uma das premissas da escola. A ideia é um aprendizado lúdico e divertido, trazendo menos dificuldade na rotina dos estudos. Além disso, na escola, os professores aprendem também a lecionar a matéria de forma mais leve e desconstruída. “Promovemos tempo e espaço para que a matemática seja significativa, trazendo desafios conectados à realidade dos alunos e com isso, vemos a redução do medo. Nossa escola incentiva a mentalidade de crescimento (growth mindset) e ensina os estudantes a identificarem pensamentos fixos (fixed mindset). Essa abordagem mudou muito a atitude das crianças que deixaram de ver a matemática como algo difícil”, explica Caroline Nicolau Vaz, Coordenadora de matemática curricular e pedagógica de Alphaville.

A St Nicholas busca cultivar uma aprendizagem que não está mais engessada ao ensino de em um único método, mas sim em fornecer ferramentas que capacitem os alunos a resolverem qualquer desafio com flexibilidade e fluência numérica. ”Não temos como medir se isso interfere nas escolhas por áreas de exatas, mas temos visto as crianças sorrindo”, completa Caroline.

Através de todo esse conceito, a Olimpíada de matemática, Matific, em Alphaville e o concurso Math Kangoroo, na unidade Pinheiros, chegam como uma “cereja do bolo”. O objetivo da St Nicholas é que não basta apresentar apenas o algoritmo, há uma necessidade de entender o que os alunos trazem.

“Inclusive, os professores relatam que não aprenderam essa matemática ao longo de suas carreiras e que precisam se reeducar para ensiná-los de um jeito diferente. Mudamos o nosso mindset e hoje trabalhamos com um método, comprovadamente eficaz em diversas nações ao redor do mundo. Temos as conversas numéricas e finalizamos o ano com essas Olimpíadas que não tem um propósito competitivo e sim exclusivamente de aprendizado”, comenta Ken Sekine, professor responsável pelo departamento de Matemática em Pinheiros.

A St. Nicholas Alphaville entrou recentemente neste mundo das competições de matemática online através do Matific. Milhões de estudantes de mais de 20 países estão mergulhando nas olimpíadas locais. “Acender um amor pela matemática que dure a vida toda, eliminar as lacunas educacionais, superar a ansiedade e impulsionar a excelência acadêmica, é o grande objetivo! E também é uma oportunidade para pais e educadores se juntarem à aventura matemática”, celebra Caroline.

            Já o concurso Math Kangaroo, na unidade Pinheiros, por exemplo, é um fenômeno global e todo mês de março, chama os jovens do 3º ao 12º ano para um mundo de lógica e quebra-cabeças. “Na St. Nicholas abraçamos esse desafio em 2022 com 64 jovens aprendizes mergulhando destemidamente no reino dos enigmas. No ano seguinte, em 2023, testemunhamos um aumento notável no crescimento e nas conquistas!”, comemora Ken.

Um dado que chama a atenção, e que um impressionante total de 164 aprendizes enfrentou o desafio, e surpreendentes 58 deles emergiram como orgulhosos medalhistas.  Essas medalhas, seja de ouro, prata, bronze ou menção honrosa, representam um lugar no topo de 4% de todos os participantes no Brasil. É um método diferenciado, mostrando que dá frutos concretos.

Sobre Redação

Leia também

Secretaria de Esportes de Barueri trabalha em prol da inclusão e do acolhimento

Com o aumento significativo do número de alunos com deficiência, autismo ou algum outro tipo …