Home / Barueri / Sema forma novos agentes de desenvolvimento socioambiental

Sema forma novos agentes de desenvolvimento socioambiental

Na manhã de segunda-feira, dia 6, a Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente de Barueri (Sema) entregou certificados de conclusão de curso a 24 novos agentes de desenvolvimento socioambiental no Parque Ecológico do Tietê Barueri. O evento foi conduzido por Ivan Wanderley Silva, secretário-adjunto, que parabenizou os formandos e deu a palavra a alguns professores. 

Meio ambiente e desenvolvimento sustentável são temas importantes e cada vez mais discutidos. O curso se propõe a formar pessoas que atendam esta demanda e possam atuar em empresas, na gestão pública e no terceiro setor”, afirma Natália de Oliveira Costa, bióloga da Sema e orientadora de duas disciplinas.  

“Nosso público-alvo é o universo de estudantes a partir do segundo ano do ensino médio, educadores, técnicos em meio ambiente e sustentabilidade, gestores, profissionais de ONGs, funcionários públicos e demais interessados nos temas ambientais”, revela Edson Oliveira da Silva, elaborador do conteúdo programático. 

O curso 

Iniciado em 7 de agosto, o curso livre em parceria com a Fieb (Fundação Instituto de Educação Barueri) teve duração de 165 horas/aula com as seguintes disciplinas:  
– Elaboração de Projetos Socioambientais (36 horas); 
– Gestão do Saneamento Ambiental (36 horas);  
– Gestão da Biodiversidade (36 horas); 
– Legislação Ambiental e Políticas Públicas (18 horas); 
– Projeto Integrado (21 horas); 
– Sustentabilidade e Responsabilidade Socioambiental (18 horas). 

A metodologia adotada envolveu aulas expositivas de segunda a sexta-feira ministradas por técnicos e educadores da Sema, palestras com especialistas convidados, projeção de audiovisuais, atividades individuais e em grupos e visitas técnicas. 

Locais visitados: Câmara Municipal de Barueri; Cepad I (Centro de Proteção ao Animal Doméstico); Cetas (Centro de Triagem de Animais Silvestres); Cooperyara (Cooperativa de Materiais Recicláveis) e o Parque Ecológico do Tietê Barueri. Na Capital paulista, a visita foi à Estação de Tratamento de Esgoto (ETE Parque Novo Mundo).  

 

Os formandos e as expectativas 

O agricultor – João Lucas Giusti, de 24 anos, é técnico em química e morador do Jardim Graziela. “Meu objetivo é desenvolver meus conhecimentos ambientais. Lido com compostagem desde 2019 pesquisando na internet. Sou um apaixonado pela terra e cultivo inhame, taioba e ora-pro-nóbis”, revela. Por enquanto somente ele e os familiares consomem a produção. 

A novata – Isabelli Martins de Oliveira, de 16 anos, é estudante do 2º ano do curso técnico em Química no ITB do Engenho Novo. “Estou formando meu currículo. Conciliei as aulas desse curso pela manhã com as do ITB à tarde. Foi um pouco ‘puxado’, mas ficou tudo dentro do previsto”, afirma. 

O veterano – Renato Krapienis, de 52 anos, técnico em telecomunicações, é morador do Jardim Mutinga, em Osasco. “O diferencial deste curso é que ele foi ministrado por profissionais atuantes e uniu teoria e prática. Muitas empresas requerem conhecimentos ambientais. Quero estar preparado”, conta ele. 

As inscrições presenciais para o curso do próximo semestre serão abertas em fevereiro de 2024. 

Sobre Redação

Leia também

Já atualizou a vacina do seu pet?

A Prefeitura de Barueri mantém um posto fixo de vacinação contra a raiva em cães …