Home / Barueri / UBS dos Altos celebra a campanha Agosto Dourado

UBS dos Altos celebra a campanha Agosto Dourado

Em comemoração à campanha Agosto Dourado, “Mês do Aleitamento Materno no Brasil”, a Prefeitura de Barueri, por meio da Coordenadoria de Atenção Básica à Saúde (Cabs), ligada à Secretaria de Saúde, tem dado continuidade às ações de conscientização. Uma série de atividades está sendo realizada nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) durante todo o mês. Dessa vez, o encontro aconteceu na UBS Dr. Luiz Fernando Nardy Vasconcellos (Bairro dos Altos), no dia 18 de agosto. 

 

O encontro reuniu mães, servidores e demais usuários da UBS dos Altos. “Agosto Dourado é uma campanha para intensificar as ações de conscientização e esclarecimento sobre a amamentação. Nós, profissionais da saúde, fazemos parte da rede de apoio dessas mães e estamos aqui para orientá-las, levar conforto e fortalecer o vínculo entre elas e os bebês”, explicou a responsável técnica da UBS, Nadja Emanuelle Santos. 

 

Com a palestra “Aleitamento Materno – Agosto Dourado”, ministrada pelo enfermeiro Alexandre Barreto Brandi, intensificou-se a importância do aleitamento materno, sobretudo os benefícios para o bebê e para a mãe, os riscos de introduzir outros alimentos precoces na fase do aleitamento, os estágios da lactação, o que é a “pega correta”, as contraindicações permanentes e temporárias e a posição para extração do leite materno da mãe.  

 

Na ocasião, o palestrante também explicou sobre a atuação do Banco de Leite Humano, existente no Hospital Municipal Dr. Francisco Moran (HMB), o que fazer antes de iniciar a extração do leite materno e seu armazenamento, entre outras orientações. 

 

Mitos e verdades 

Com o intuito de tirar dúvidas sobre a amamentação, a técnica de enfermagem Ana Maria Pereira Mendonça Ferreira e a terapeuta ocupacional Carolina Akemi Kanashiro promoveram uma dinâmica com perguntas entre os participantes para desmistificar alguns mitos e verdades.  

 

Entre os mitos, as profissionais explicaram que não existe leite materno fraco e também não precisa revezar os seios durante a amamentação. O ideal é primeiro esgotar o leite de uma mama e, se o bebê ainda tiver fome, trocar de mama.  

 

Outro questionamento foi com relação as formas indicadas para a mãe posicionar o bebê no momento da amamentação. Uma informação considerada bastante útil para a futura mãe de gêmeos, Maria Angela Serra Oliveira, moradora do Jardim dos Altos, grávida de dois meses. “A posição invertida, indicada para posicionar os gêmeos no momento da amamentação, os mitos e verdades sobre o aleitamento e todas as dicas abordadas foram importantes porque é a minha primeira gravidez e tudo está sendo muito novo. Achei ótimo esse encontro. Conhecimento nunca é demais”, disse. 

 

Para finalizar o encontro, houve sorteio de presentes para as mães e um café da manhã especial. “Achei importante as dicas apresentadas e sei o quanto é importante amamentar a criança o máximo de tempo possível. Amamentei o primeiro filho até os dois anos e quero fazer o mesmo com a minha caçula”, relatou Carla Ribeiro, mãe de Ayla, de 25 dias, moradora do Jardim dos Altos. 

 

Campanha 

No Brasil, a Lei nº 13.435/2017 instituiu agosto como o Mês do Aleitamento Materno e faz referência à cor dourada ao padrão ouro de qualidade do leite materno. 

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que bebês até os seis meses de idade sejam alimentados exclusivamente com leite materno. E orienta a importância de manter o aleitamento materno mesmo após a introdução de outros alimentos até os dois anos ou mais. Mas apesar da recomendação, o Ministério da Saúde informa que apenas 45,8% das crianças brasileiras são amamentadas até os seis meses.  

Sobre Redação

Leia também

Já atualizou a vacina do seu pet?

A Prefeitura de Barueri mantém um posto fixo de vacinação contra a raiva em cães …