Home / Trânsito e transportes / Rodovias sob concessão têm redução de acidentes no feriado de N.S. Aparecida

Rodovias sob concessão têm redução de acidentes no feriado de N.S. Aparecida

Comparação com fim de semana prolongado de 2015 também aponta redução na média diária de mortes e feridos
Levantamento realizado pela ARTESP (Agência de Transportes do Estado de São Paulo) aponta redução de 4% na média diária de acidentes durante o fim de semana prolongado do feriado de Nossa Senhora Aparecida nos 7,2 mil quilômetros de rodovias sob concessão do Estado. A estatística compara os dados registrados nos quatro dias do feriadão deste ano (da 0h do dia 12 às 23h59 do dia 15) e os três dias do feriado de 2015 (da 0h do dia 10/10/2015 às 23h59 de 12/10/2015). No mesmo período também houve redução na média do número de feridos em acidentes (de 11%) e na média diária de mortes (de 20%). A pesquisa descartou a comparação com 2016 uma vez que, naquele ano, o feriado da Padroeira foi comemorado em uma quarta-feira, sem emenda prolongada de folga dos paulistas.

De acordo com levantamento do Centro de Controle de Informações (CCI) da ARTESP, este ano foram registrados 417 acidentes ao longo dos quatro dias de fim de semana prolongado, com média diária de 104,3 acidentes, contra 327 ocorrências registradas em 2015 (média de 109). Já os feridos este ano foram 241 – média diária de 60,3 – contra 203 contabilizados no feriado de 2015 (média de 67,7 por dia). Os registros de morte este ano foram 15 (média de 3,8 por dia) ante 14 registradas nos três dias do fim de semana prolongado de 2015 (média diária de 4,7).

As rodovias sob concessão operaram sob operação especial a partir de quarta-feira, dia 11, com o objetivo de garantir maior conforto, segurança e agilidade aos usuários que aproveitaram o feriado para viajar. Houve reforço no monitoramento, operação e manutenção dos equipamentos, como call box, câmeras de TV, painéis de mensagem, veículos de apoio e equipes técnicas. Também houve reforço no número de guinchos, ambulâncias e veículos operacionais em geral. O trabalho foi desenvolvido também em parceria com a Polícia Militar Rodoviária.

Meta. Em 2011, quando a ONU lançou o programa Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2011-2020, a ARTESP elaborou um cronograma de metas a ser atingido pelo Programa de Concessões Rodoviárias do Estado, ano a ano, para se chegar em 2020 com uma redução de 50% no número de mortes e de 20% na quantidade de vítimas. Desde então, os resultados têm ficado dentro da meta.
Segurança no trânsito. Em torno de 80% dos acidentes são ocasionados por fator humano. E, na maioria dos casos, as ocorrências são devidas a distrações do condutor. Por isso, é importante observar que não se deve atender ou usar o celular, olhar para trás para conversar, pegar algum objeto no porta-luvas, trocar estações de rádio ou CD enquanto se está ao volante. Evitar essas ações distrativas melhora a segurança dos motoristas e usuários das rodovias.
Melhores rodovias. A malha rodoviária estadual paulista é a melhor do país, com 81,6% de sua extensão classificada como ótima ou boa de acordo com a 20ª Pesquisa Rodoviária da Confederação Nacional dos Transportes (CNT) divulgado em outubro de 2016. Entre as 20 melhores estradas do Brasil, 19 integram o Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo, fiscalizado pela ARTESP, e são as únicas classificadas como “ótimas”. Nas últimas 13 pesquisas CNT (desde 2004), a malha estadual paulista sempre esteve com ao menos 18 rodovias entre as 20 melhores do país.

Sobre rodrigo

Leia também

Prefeitura de Santana de Parnaíba entregará dia 03/07 na Fazendinha o segundo Terminal Rodoviário da cidade

Terminal contará com 13 linhas de ônibus, sendo 4 municipais, 9 intermunicipais, além de uma …