Home / Barueri / As motoristas de ônibus que fazem a diferença em Barueri

As motoristas de ônibus que fazem a diferença em Barueri

 

Esta matéria faz parte da série “Mulher Protagonista”, produzida pela Prefeitura de Barueri em homenagem ao Dia Internacional da Mulher 2021.

 

Em um universo predominantemente masculino, elas fazem a diferença: são apenas quatro motoristas contra 215 homens. Dentre outras profissionais do transporte urbano (as cobradoras), a desproporção é menor (80 entre 203).

 

Rosânia Bezerra Lins, Edméa Macedo dos Santos, Claudenice Lino dos Santos e Edilaine Gama Vieira chegam muito antes das quatro horas da manhã na garagem para assumir a boleia no estressante trabalho de conduzir passageiros.

 

Embora estejam na profissão há vários anos, muita gente ainda se surpreende em vê-las ao volante e até demonstram preconceito. “Nossos colegas de trabalho tiram o chapéu pra gente, mas algumas passageiras nem querem embarcar”, lamenta Claudenice, que tem 15 anos de profissão e começou como carreteira.

 

As demais começaram como cobradoras e passaram por processo seletivo interno: “O primeiro requisito para promoção é ter a CNH letra D ou E”, informa Antônio Joaquim Carvalho, Chefe Operacional de Tráfego. O prontuário do Detran tem que estar em ordem e não pode haver queixas comprovadas de passageiros.

 

Carvalho procura agrupá-las no primeiro período em razão de haver menos agressividade por parte dos passageiros e por que elas também preferem para conciliar o trabalho com outras atividades.

 

Dentre elas há quem faça bolo, entregas de marmitex, serviços de motoboy e trabalhe em carros de aplicativo. Os serviços domésticos, os cuidados com os filhos e o desejo de aumentar a renda não esperam.

As motoristas são reconhecidamente mais disciplinadas. O índice de acidentes, imprudências e agressividade nas ruas é infinitamente menor, assim como as ocorrências de faltas ao trabalho. “Levamos nosso trabalho muito a sério”, afirma Edméa.

 

Rosânia Bezerra Lins concorreu ao cargo de vereadora em Barueri em 2016 com o codinome “Motorista Bonitona” pelo DEM. Ela, que trabalha na Linha T131 (18 do Forte/Terminal Barueri), coincidentemente teve 131 votos.

 

                                                                      – – –

Jorge Ferreira – 03/03/2021

Crédito das fotos: Karina Borges/Secom

Legenda: As motoristas de ônibus começam a jornada logo cedo

 

Sobre Hostmarx - Hospedagem e Desenvolvimento de Sites

Leia também

Barueri/SP – Febre maculosa é nociva para animais domésticos e seres humanos

  A febre maculosa é também conhecida no Brasil por febre do carrapato em razão …