Home / Barueri / Em sintonia com gigantes: Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente de Barueri participa do 10º EPBio
mesa de discussões do 10º EPBio

Em sintonia com gigantes: Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente de Barueri participa do 10º EPBio

mesa de discussões do 10º EPBioO governo do Estado de São Paulo realizou, nos dias 8 e 9, o 10º Encontro Paulista de Biodiversidade – o EPBio. O evento reuniu diversos órgãos ligados à Secretaria de Estado do Meio Ambiente para discutir ações relacionadas à proteção da biodiversidade. Seis representantes da Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente (Sema) de Barueri marcaram presença durante os dois dias do encontro.

A intenção da Sema ao enviar parte de sua equipe ao congresso é manter-se atualizada sobre as ações e intenções do Estado quanto ao meio ambiente para que os trabalhos estejam alinhados. A equipe voltou animada por perceber durante os temas levantados que Barueri já realiza muitas das iniciativas que ainda estão em planejamento por lá.

“O Estado está fazendo bastante coisa que às vezes não refletem diretamente para Barueri, justamente quando se tem área rural envolvida. Guardadas as devidas proporções, tem muita coisa que a gente faz que o Estado está começando a planejar”, explica o biólogo e diretor do Departamento de Biodiversidade da Sema, Ivan Vanderley Silva.

Ele cita, por exemplo, o trabalho relacionado aos animais silvestres. Desde 2012 o Estado assumiu oficialmente a gestão de fauna e está desenvolvendo políticas que envolvem a questão da caça, pesca, e destinação e apreensão do animal silvestre. Nesse mesmo ano de 2012 Barueri criou o Cetas (Centro de Triagem de Animais Silvestres), que realiza um trabalho modelo na região. “Estamos quase que completos na questão de gestão de fauna, porque há o trabalho de educação ambiental, o Cetas, o trabalho de fiscalização, a Guarda Ambiental etc.”, enumera Ivan.

Outro ponto levantado no encontro foi a intenção do Estado começar a conversar com o Judiciário e o Ministério Público para que os crimes contra a fauna sejam revertidos em penas pecuniárias e estas, por sua vez, destinadas aos empreendimentos de fauna. Isso já acontece em Barueri, com a reversão ao Cetas do valor de penas relativas a crimes ambientais.

A sintonia também se mostrou perfeita quando o tema levantado foi o projeto chamado “Saúde Única”: um trabalho conjunto entre agricultura, meio ambiente e saúde para monitorar e poder evitar surtos de doenças como febre amarela e febre maculosa. Segundo Ivan, essa é uma conversa que também já existe no município, reunindo as Secretarias de Saúde e de Meio Ambiente para o mesmo cuidado, só que na esfera municipal.

Muitos outros assuntos foram debatidos durante o evento, proporcionando atualização aos profissionais e unindo forças na busca por uma melhor gestão ambiental. Para Ivan e os demais membros da equipe da Sema, foi satisfatório perceber que o município está alinhado aos objetivos do Estado. “Fomos entender o que estão fazendo, mas principalmente escutar o que estão querendo de gestão, para ter políticas públicas municipais que estejam coadunando com a política estadual”, explica o biólogo. “Isso mostra que estamos bem atualizados e com um trabalho bastante avançado nessa área de gestão da biodiversidade. Prova que estamos fazendo proteção e mantendo o desenvolvimento, conseguindo de alguma forma casar as coisas. Se Barueri fizer e outros municípios da região também fizerem você tem um conjunto que dá mais força e maior conservação, maior proteção para a biodiversidade”, finaliza.

Sobre rodrigo

Leia também

Barueri é uma das cidades pioneiras a implantar a Base Nacional Comum Curricular em toda a rede

Após três anos de intensos estudos, é implementada agora, no início deste ano letivo de …