Home / Barueri / Paulista de Jiu-Jitsu arrecada 2 toneladas de alimentos em Barueri

Paulista de Jiu-Jitsu arrecada 2 toneladas de alimentos em Barueri

Autor da Lei Municipal que instituiu no calendário oficial da cidade o “Dia do Jiu-Jitsu”, Robertinho Mendonça afirma que a cidade se tornou a capital da modalidade no estado de São Paulo

Por New Times Comunicação

O município de Barueri sediou no último final de semana a 1ª etapa do Circuito Paulista de Jiu-Jitsu de 2018. O evento contou com a participação de dois mil atletas e arrecadou duas toneladas de alimentos não perecíveis destinados ao Fundo Social de Solidariedade que doará os produtos a famílias carentes de Barueri. Autor da Lei Municipal 2.296/2013 que instituiu o “Dia do Jiu-Jitsu” no calendário oficial da cidade, o vereador Robertinho Mendonça (SD) também participou do evento. Segundo ele, Barueri se tornou a capital da modalidade no estado.

O evento do último final de semana teve disputas de medalhas em todas as faixas, tanto no masculino quanto no feminino, nas categorias Mirim, Infantil, Infanto-Juvenil, Adulto e Master de 1 a 6. Mas além da disputa no tatame, o Circuito Paulista de Jiu-Jitsu também serviu para ajudar famílias carentes de Barueri. Ao todo, duas mil toneladas de alimentos foram arrecadadas.

“Nossa intenção, quando transformamos Barueri na capital estadual do Jiu-Jitsu, era fomentar a prática esportiva de uma das modalidades que mais crescem no mundo e, ao mesmo tempo, pode ajudar àqueles que precisam. Fico satisfeito que só nessa 1ª etapa do Circuito Paulista conseguimos arrecadar duas mil toneladas de alimentos”, comemorou Robertinho.

O parlamentar destacou a parceria que a cidade mantém com Otávio de Almeida, presidente da Federação Paulista de Jiu-Jitsu e um dos responsáveis por levar as competições a Barueri. “Todos os eventos de jiu-jitsu organizados pela Federação Paulista são realizados na cidade de Barueri, se tornando hoje a sede do Jiu-Jitsu no estado de São Paulo. São sempre grandes eventos com média de quatro mil atletas. Neste ano, um dos campeonatos terá quase oito mil atletas. Barueri também recebe, além do Paulista, o Campeonato Brasileiro e em todas as edições arrecadamos alimentos não perecíveis em troca de ingressos”, afirmou.

Para Robertinho, ao sediar as competições oficiais de Jiu-Jitsu, toda a cidade acaba beneficiada. “Esses eventos projetam a nossa cidade, pois tem atletas do Brasil inteiro e de outros países. Você percebe, em dias de eventos, a cidade mais movimentada. Com uma competição dessas, a cidade inteira é contemplada. Ganha o comerciante porque vende mais, a rede hoteleira com hospedagem, os prestadores de serviço, como os taxistas, e principalmente, os atletas que encontram em Barueri as condições ideais para praticarem o esporte, os moradores da cidade que têm mais uma opção de lazer e famílias carentes que recebem as doações”, finalizou Robertinho.

Sobre rodrigo

Leia também

Zona Azul Digital começa a funcionar em caráter piloto em Barueri

Na quinta-feira (dia 25) entrou em operação a Zona Azul Digital em Barueri, tecnologia desenvolvida …