Home / Barueri / Atletas de Barueri são Prata no Sul-americano de Vôlei com o Brasil Sub-17

Atletas de Barueri são Prata no Sul-americano de Vôlei com o Brasil Sub-17

A CBV (Confederação Brasileira de Vôlei) iniciou neste ano de 2023 um novo projeto das categorias de base com o Sub-17. À frente do time, como técnica, ficou a ex-campeã olímpica ‘Fofão’, que fez a convocação de 40 atletas para os treinamentos que aconteceram em Saquarema (RJ). Dentre elas, 14 foram convocadas de fato para seleção e, representaram o Brasil em Lima, no Peru. 

 

Laura Maccarone, de 14 anos, e Duda Zeni, 15, são as representantes baruerienses que iniciaram a paixão pela modalidade no Programa de Esportes de Barueri, e seguem até hoje vestindo as cores da cidade nas categorias Sub-15 e Sub-17.  

 

A final 

Com tradição nas categorias de Base, a Argentina chegou forte para a final da disputa e fez um jogo duro com altos e baixos contra o Brasil. A seleção esteve no topo em quase toda a partida, isso até o último set, que foi disputado ponto a ponto com as Hermanas e finalizado em 19×17 para o time argentino. 

 

Laura Maccarone foi eleita a melhor ponteira na Seleção do Campeonato, ao lado da argentina Maria Eugenia Martinez. 

 

“Foi uma honra e a realização de um sonho. Às vezes eu mesma me pergunto se já passou tudo isso. Foram meses de preparação até chegar na grande final, mas infelizmente não foi a medalha esperada. E esse prêmio não foi conquistado só por mim, somos uma equipe e todas fizeram parte deste processo”, disse Laura. 

 

Já Duda Zeni completou: “Foi uma sensação sublime! Eu nunca vou conseguir explicar ao certo o sentimento que tive naquele momento, representar o meu país fazendo o que mais me dá prazer nessa vida, que é jogar o meu voleibol. Acho que pra todas que estavam ali, é um sonho de criança se realizando. Disputar um campeonato internacional, como a estrutura que foi, serviu de muito aprendizado. Por mais que não tenhamos alcançado o resultado que esperávamos, esse segundo lugar conseguiu me trazer maturidade e muita experiência. É só o começo, o mundial tá logo aí! Agora é colocar a cabeça no lugar, treinar muito para ir em busca do outro”, emociona-se.  

 

A competição no Peru serviu para classificação ao Mundial, que será disputado no próximo ano, e também para entrosar a nova equipe que vai usar a amarelinha do Brasil.  

 

Sobre Redação

Leia também

Segunda semana do Arraiá começa com Léo Santana na quinta, 20

Abrindo a segunda semana de shows do Arraiá de Barueri, a Prefeitura, por meio da …